Notícias
polo 01set

Pólo de Camaçari mantém atividades após prorrogação de contrato

A Petrobras e Braskem prorrogaram as condições do contrato atual sobre o reajuste do preço da nafta por mais seis meses. O impasse entre as empresas ameaçou algumas fábricas de fechamento, entre elas a do Pólo de Camaçari.

A petroleira está pleiteando um reajuste de 5% a 10% no preço da nafta, a fim de repassar os custos da importação do combustível, destinando uma fatia maior de sua produção para a gasolina — uma vez que o governo não permite reajuste da gasolina.

Na última sexta-feira, 29, as empresas acordaram sobre o aditivo ao contrato atual, que agora vale até fevereiro de 2015.

Voltar para notícias